domingo, 13 de maio de 2012

Bob Marley - 31 anos depois...








                                        





 Passaram 31 anos sobre a sua morte...
O meu amigo e ídolo, o pensador, o homem que viveu as injustiças do mundo como a sua razão de viver...
Marley é o musico que mesmo tendo passado tanto tempo continua a ser amado pelo mundo inteiro,  super contemporâneo, que continua a influenciar geração após geração com a música, pensamento, etc, com a mesma intensidade que o fez em vida...
Amo e respeito este HOMEM e músico ímpar e ontem rendemos-lhe uma singela homenagem, transformamos essa efeméride numa evocação incrível, numa celebração doida...
Ele esteve por lá...
Jah Rastafarai...  








                               







Há uma mística natural
soprando pelo ar.
Se escutares atentamente agora,
 ouvirás!








                                    






Enquanto a cor da pele for mais importante do que o brilho dos olhos haverá  guerra... 
Enquanto imperar a filosofia de que há uma raça inferior e outra superior, o mundo estará permanentemente em guerra.
É uma profecia, mas 
todo mundo sabe que isto é verdade.







                                            








Às vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas...
O tempo passa, e 
descobrimos que grandes mesmo eram os sonhos; as pessoas eram pequenas demais para torná-los reais!




                             










Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que se mais ama.
Eu desisti.
 Mas não pense que foi por não ter coragem de lutar, e sim por não ter mais condições de sofrer.
Bob Marley

5 comentários:

  1. Tony, tambem gosto dele. Concordo com suas palavras, pq tambem o admiro. Presente mesmo, pq ele se faz presente e no futuro ainda lembraremos, com prazer, dele.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, tanta simplicidade e tanta lucidez...

      Eliminar
  2. Deve ter sido muiiito linda a homenagem no Massala!Sabe Tony, tenho tido medo dessa desistência que vira e mexe insiste em vir...aff Pra tudo que não definição, aqui na minha terra, chamamos de TREM. Basicamente o "trem" mineiro é uma junção gramatico-cultural da "coisa" com o "troço" e o "algo". Pode ser positivo "Trem bom, uai", negativo "Ô trem lascado da peste" ou contemplativo: "É, trem..." É possível inseri-lo em qualquer proposição sem o risco de sub-entendidos, pois o "trem" mineiro é um conceito tão amplo, tão metafísico, que supera qualquer contradição que porventura esteja na frase. Se os alemães inventaram Zeitgeist para expressar o espírito do tempo, a mentalidade de uma época, a consciência histórica das gerações que se sucedem, nós mineiros legamos o "trem", essa fortaleza conceitual que não quer dizer nada e acaba dizendo tudo! Ou, bem ao estilo diplomático da terra: "Não sou contra nem a favor, muito pelo contrário."
    Ô trem de vida, sÔ!
    Beijuuss n.a.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahahha, adorei essa" "Não sou contra nem a favor, muito pelo contrário."
      É o trem, eu vou nesse trem da vida
      beijo

      Eliminar
  3. Essa foto em preto e branco, da xícara na mão, tá fantástica. Gosto imensamente de reggae. Aprendi a ouvir Marley com meu irmão e adoro, deixo minha alma partir sem previsão de volta. Ela se diverte.

    É isso.
    Beijo, Tony.

    Vou ali dançar um reggae, man!

    ResponderEliminar