quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Alborosie - 2 Times Revolution (2011)



Alborosie, o italiano de alma jamaicana...
2º post sobre este artista para apresentar este novo álbum  mais maduro e muito bom !!!
Enjoint !!!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Louis Armstrong - What a Wonderful World

 

 

What a Wonderful World

I see trees of green, red roses too
I see them bloom for me and you
And I think to myself, what a wonderful world

I see skies so blue and clouds of white
The bright blessed days, the dark say good night
And I think to myself, what a wonderful world

The colors of the rainbow, so pretty in the sky
Are also on the faces of people going by
I see friends shaking hands, saying, "how do you do?"
They're really saying, "I love you"

I hear babies cry, I watch them grow
They'll learn much more, than I'll never know
And I think to myself, what a wonderful world

Yes, I think to myself, what a wonderful world



Não Desperdices o Teu Tempo a Viver a Vida de Outras Pessoas 

O teu tempo é limitado, por isso não o desperdices a viver a vida de outra pessoa. Não te deixes armadilhar pelos dogmas - que é a mesma coisa que viver pelos resultados do que outras pessoas pensaram. Não deixes que o ruído das opiniões dos outros saia da tua própria voz interior. E, mais importante ainda, tem a coragem de seguir o teu coração e a tua intuição. Estes já sabem, de alguma forma, aquilo em que tu verdadeiramente te vais tornar. Tudo o resto é secundário.

Steve Jobs


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Give Praise - Luciano



Eu que me Aguente Comigo

Contudo, contudo,
Também houve gládios e flâmulas de cores
Na Primavera do que sonhei de mim.
Também a esperança
Orvalhou os campos da minha visão involuntária,
Também tive quem também me sorrisse.
Hoje estou como se esse tivesse sido outro.
Quem fui não me lembra senão como uma história apensa.
Quem serei não me interessa, como o futuro do mundo.

Caí pela escada abaixo subitamente,
E até o som de cair era a gargalhada da queda.
Cada degrau era a testemunha importuna e dura
Do ridículo que fiz de mim.

Pobre do que perdeu o lugar oferecido por não ter casaco limpo com que aparecesse,
Mas pobre também do que, sendo rico e nobre,
Perdeu o lugar do amor por não ter casaco bom dentro do desejo.
Sou imparcial como a neve.
Nunca preferi o pobre ao rico,
Como, em mim, nunca preferi nada a nada.

Vi sempre o mundo independentemente de mim.
Por trás disso estavam as minhas sensações vivíssimas,
Mas isso era outro mundo.
Contudo a minha mágoa nunca me fez ver negro o que era cor de laranja.
Acima de tudo o mundo externo!
Eu que me aguente comigo e com os comigos de mim.

Álvaro de Campos


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Youssou Ndour-Dakar-Kingston 2010


Graças ao meu amigo Gito Katawala que mencionou este disco no Facebook, fui investigar e encontrei boa música..
Sem dúvida um espectacular disco de afro-reggae.
Eu como purista do reggae jamaicano assim o denominei, pois a componente africana é por demais evidente o que dá ao álbum um gosto único; as participações das estrelas dos Wailers e não só trazem a marca  jamaicana fazendo do produto acabado uma peça rara.
Com  Dakar-Kingston , título e com uma faixa de abertura simplesmente chamada Marley,  este álbum foi concebido como um tributo ao rei do do reggae.
Neste álbum Youssou usou maioritariamente músicas de 5 álbuns seus e apenas pouca coisa nova.

Foi gravado no velho estúdio de Marley, Tuff Gong, em Kingston com o teclista dos Wailers Tyrone Downie   no comando da produção. Houveram também sessões de gravação  em Dakar e Paris.
Downie  contribuiu significativamente  no arranjos das canções e reuniu uma grupo fabuloso de músicos consagrados. Onde mais seria possível ouvir a combinação da guitarra de Oumar Sow,  músico regular da banda N'Dour, e Smith 'Chinna' Earl dos Wailers?
Participaram também o saxofonista  Dean Fraser, o percursionista  Bongo Herman e Sticky Thompson.
Este álbum tem as participações especiais do poeta Jamaicano Mutabaruka,Ayo e Morgan Heritage.



domingo, 14 de agosto de 2011

Bob Marley dá voz a campanha contra a fome na Somália



 Impressiona-me, choca-me e acima de tudo indigna-me!!!
Como é possível que a indiferença por esta tragédia seja total e as "grandes" nações não  tenham até ao momento se mobilizado com extrema urgência para retirar aquele povo dali e transportá-los  para algum lugar onde possam sobreviver???
A rapidez com que se foi bombardear o Afeganistão e agora a Líbia é um contraste cruel, desumano.
Gastam-se triliões em campanhas militares, em injeções a Bancos, etc..e ao mesmo tempo deixa-se morrer um povo em directo na TV, na Internet e dentro das nossas almas...
ARROGANTES!!!!!








" A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana."
(Franz Kafka) 







http://mtv.uol.com.br/musica/bob-marley-da-voz-a-campanha-contra-a-fome-na-somalia?fb_comment_id=fbc_10150335326986468_19031567_10150339112121468

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Moçambique,minha Africa amada ... song by Stewart Sukuma



 Depois de várias postagens raivosas, sentidas sobre as contradições e indignações que nos têm afligido com o rumo do planeta, eis que como uma lufada de ânimo olhei a minha terra, a praia que me vê todos os dias e percebi que a realidade tem sido mostrada ao contrário...
Afinal aqueles que são retratados como os miseráveis, os incapazes, com todas as guerras, doenças, são seres puros e de uma sabedoria ancestral , incapazes de crueldade consciente, planeada....
Somos gente boa , humilde e não foi por acaso que nos coube o melhor pedaço do planeta que com a nossa simplicidade teria sido preservado até hoje, não fossem as vicissitudes históricas que nos transformaram nestes seres, quase diria  amputados de sua real cultura...
Olho o mar e sinto-me orgulhoso de ser africano, o privilégio de ter isto tudo só para mim  ...



Quero Ser Tambor


Tambor está velho de gritar
Oh velho Deus dos homens
deixa-me ser tambor
corpo e alma só tambor
só tambor gritando na noite quente dos trópicos.




Nem flor nascida no mato do desespero
Nem rio correndo para o mar do desespero
Nem azagaia temperada no lume vivo do desespero
Nem mesmo poesia forjada na dor rubra do desespero.




Nem nada!




Só tambor velho de gritar na lua cheia da minha terra
Só tambor de pele curtida ao sol da minha terra
Só tambor cavado nos troncos duros da minha terra.




Eu
Só tambor rebentando o silêncio amargo da Mafalala
Só tambor velho de sentar no batuque da minha terra
Só tambor perdido na escuridão da noite perdida.




Oh velho Deus dos homens
eu quero ser tambor
e nem rio
e nem flor
e nem azagaia por enquanto
e nem mesmo poesia.
Só tambor ecoando como a canção da força e da vida
Só tambor noite e dia
dia e noite só tambor
até à consumação da grande festa do batuque!
Oh velho Deus dos homens
deixa-me ser tambor
só tambor!

José Craveirinha





quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Bob Marley - Burnin & Lootin



This morning I woke up in a curfew;
O God, I was a prisoner, too - yeah!
Could not recognize the faces standing over me;
They were all dressed in uniforms of brutality. Eh!

How many rivers do we have to cross,
Before we can talk to the boss? Eh!
All that we got, it seems we have lost;
We must have really paid the cost.

(That's why we gonna be)
Burnin' and a-lootin' tonight;
(Say we gonna burn and loot)
Burnin' and a-lootin' tonight;
(One more thing)
Burnin' all pollution tonight;
(Oh, yeah, yeah)
Burnin' all illusion tonight.

Oh, stop them!

Give me the food and let me grow;
Let the Roots Man take a blow.
All them drugs gonna make you slow now;
It's not the music of the ghetto. Eh!

Weeping and a-wailin' tonight;
(Who can stop the tears?)
Weeping and a-wailin' tonight;
(We've been suffering these long, long-a years!)
Weeping and a-wailin' tonight
(Will you say cheer?)
Weeping and a-wailin' tonight
(But where?)

Give me the food and let me grow;
Let the Roots Man take a blow.
I must say: all them - all them drugs gonna make you slow;
It's not the music of the ghetto.

We gonna be burning and a-looting tonight;
(To survive, yeah!)
Burning and a-looting tonight;
(Save your baby lives)
Burning all pollution tonight;
(Pollution, yeah, yeah!)
Burning all illusion tonight
(Lord-a, Lord-a, Lord-a, Lord!)

Burning and a-looting tonight;
Burning and a-looting tonight;
Burning all pollution tonight. [fadeout]





Esta manha acordei com o toque de recolher
Oh Deus, eu era um prisioneiro também, yeah
não  reconheci os rostos sobre mim
estavam vestidos com uniformes de brutalidade. É!

quantos rios nós teremos que  atravessar
Antes que possamos falar com o chefe? É!
tudo que nós temos parece que perdemos
 devemos ter realmente pago o preço.

(É por isso que nós vamos estar)
Queimando e Pilhando
(Diga que nós vamos queimar e pilhar)
Queimando e pilhando hoje à noite
(Mais uma coisa)
Queimando toda poluição hoje à noite;
(Oh, é, é)
Queimando toda ilusão hoje à noite.

oh, parem eles!

Dê-me comida e deixe-me crescer;
Deixe o Roots man dar o sopro.
Todos eles e suas drogas vão fazer você ficar lento agora;
Não é a música do guetto. É!

Lamentos e  gemidos hoje à noite;
(Quem poderá parar as lágrimas?)
Lamentos e  gemidos hoje à noite;
(Andamos a sofrer há  muitos, muitos anos!)
Lamentos e  gemidos hoje à noite
(Você dirá alegria?)
Lamentos e  gemidos hoje à noite
(Mas onde?)

Dê-me comida e deixe-me crescer;
Deixe o Roots man dar o sopro
Eu devo dizer: todos eles - todos eles e suas drogas vão fazer você ficar lento;
Não é a música do gueto.

Vamos estar queimando e pilhando hoje à noite;
(Sobreviver, é!)
Queimando e pilhando hoje à noite;
(Salve as vidas de seus bebés)
Queimando toda poluição hoje à noite
(Poluição, é, é!)
Queimando toda ilusão hoje à noite
(Senhor, Senhor, Senhor, Senhor)

Queimando e pilhando hoje à noite;
Queimando e pilhando hoje à noite;
Queimando toda poluição hoje à noite. [Diminua]




terça-feira, 9 de agosto de 2011

Slightly Stoopid - Babylon is Falling


Babylon is falling !!!!
Os sinas são cada vez mais fortes:
EUA em crise económica aguda, Londres a ser pilhada, saqueada e queimada pelos marginalizados...
Abram os olhos tiranos, o Apocalipse, o fim dos tempos não tem nada a ver com o fim do mundo, tem a ver com a tomada de consciência das massas !!!!
No more opression, equal rights and justice !!!
Ninguém vai parar os ventos da revolta que sopram de todos os lados
Babylon is falling, finalmente !!!



segunda-feira, 8 de agosto de 2011

♪ Smile - Michael Jackson



Smile, though your heart is aching
Smile, even though it’s breaking
When there are clouds in the sky
you’ll get by
If you smile through your fear and sorrow
Smile and maybe tomorrow
You’ll see the sun come shining through
for you
Light up your face with gladness
Hide every trace of sadness Although a tear may be ever so near
That’s the time you must keep on trying
Smile what’s the use of crying
You’ll find that life is still worthwhile
If you’ll just
Smile

Charlie Chaplin


domingo, 7 de agosto de 2011

Dionne Bromfield - Good for the Soul




 
Dionne Bromfield é uma garota inglesa de 15 anos que apareceu pela primeira vez num vídeo no Youtube, a cantar "If I Ain't Got You" de Alicia Keys. É bem comum vermos jovens cantoras (ou aspirantes) postando vídeos caseiros na internet, porém esse foi diferente. Dionne estava acompanhada de sua madrinha, Amy Winehouse.
Em 2009 Amy Winehouse abriu as portas da sua editora pessoal, a Lioness Records, á gravação do disco de estreia da sua protegida
Dionne Bromfield, na altura com 14 anos. “Introducing Dionne Bromfield” deixava no ar a promessa de uma revelação. Um disco cheio de soul e versões de clássicos sob a orientação directa de Amy Winehouse.Já em 2011, Dionne regressa com novo disco onde sofisticação é a palavra de ordem. “Good for the Soul” é definitivamente uma das surpresas para este ano.



sábado, 6 de agosto de 2011

Luciano - Rub A Dub Market - 2011



Mais uma obra prima deste génio do reggae, sou fãnzérrimo !!!
O sweet reggae, mellow reggae, o reggae cool....


With the release of his landmark CD "Where There Is Life" in 1995, Luciano emerged as one of the most important reggae singers in decades and the greatest hope for roots reggae's survival in the digital dancehall era. Since that much acclaimed release, Luciano's music has been consistently praised for imparting sentiments of spiritual salvation, Rastafarian edification and African repatriation.

In these troubled times, Luciano's engaging baritone resonates like a divinely ordained instrument possessing the power to comfort and, seemingly, the informed biblical authority to warn of impending destruction. While many of his so called "conscious" contemporaries have faltered by recording songs that glorify wanton sex and random violence as a means of topping the charts, Luciano has held steadfast to enriching Rasta principles; these positive lyrical themes have justifiably earned him the title of The Messenger. However, the humble singer also refers to himself as the child of a king which is the title of his latest CD on VP Records.

"We are all children of the Most High God and as a Rastaman, I acknowledge that I am a child of Emperor Hailie Selassie I because all of his teachings are in my songs," he explains. "I am a child of king and I just want my family and my fans to receive the blessings that God has given through me as a messenger and an instrument of peace."

Produced by Byron Murray of Kingston's In the Streetz Productions, "Child of a King" is one of The Messenger's most esteemed works, mixing classic cover versions and original tunes, recent hits and brand new boom shots. Luciano estimates this to be his 40th album; the prolific artist releases three (full length) CDs per year. "I have so much music and messages, that I cannot be holding it inside of me," he declares. "From a management point of view, they would like to see me cooling it out for a while but if a bird doesn't sing, tell me if that bird is happy? Right now we are at a point of rivalry and all matter of evil in the world and my duty as a messenger is to run the music out there like the River Jordan."

Music has run deeply throughout Luciano's life. Born Jepther Washington McClymont on October 20, 1964 in Davey Town, a small community located atop a hilly region on the road to  Mandeville in the central Jamaican parish of Manchester. Luciano was raised in the Adventist church and sang in the church choir. His father Arthur passed away when Luciano was just 11 years old. He left behind a guitar he had built and as Luciano recalls, "through those early years, I fell in love with the guitar and started to learn to play, which I realized was showing love and respect to my father." His beloved mother Sophie, who struggled to raise Luciano and his eight siblings, is also a gifted singer.

As he grew older, Luciano sang in local youth clubs and took the mic at local sound system dances. In the late 80s, he arrived in Jamaica's bustling capital Kingston hoping to transform his musical talent into a flourishing career. He sold oranges in the marketplace as means of initially supporting himself but when a drought restricted that year's orange crop, he returned to Mandeville. However, the music beckoned so it wasn't long before Luciano went back to Kingston, this time with even greater determination to succeed. He worked as an upholsterer by day and at night he sought recording opportunities in various studios.

 It was suggested by one of his mentors, Homer Harris, that the name Jepther McClymont did not have the requisite charisma to propel the career of an aspiring entertainer; Jepther was (professionally) re-christened as Luciano, a name that parallels his extraordinary vocal skills alongside those of the world-renowned operatic tenor Luciano Pavarotti. The name was also somewhat prophetic: "Luci" means bearer of light and within a few years Luciano would shine as one of the brightest lights in the Jamaican music constellation.

As the 1990s progressed, Luciano recorded for a few producers but failed to make any significant headway until he met Freddie McGregor. "Shake It Up" (a cover version of Cheryl Lyn's RnB hit) recorded for Freddie's Big Ship label became a number one hit in the UK in 1993 and was featured on Luciano's first release for VP Records "After All".

But due to Freddie's hectic touring commitments, he was unable to devote sufficient time to developing Luciano's singer/songwriting skills. However the singer soon found an ideal collaborator in producer Phillip "Fatis" Burell of Xterminator Records whose releases were characterized by Rastafari imbued themes and intricately crafted roots rock riddims played by some of Jamaica's finest musicians.

Fatis, who also took on the managerial role in Luciano's career, brought the gifted singer's talents to the musical forefront on cuts like "Poor and Simple", "Chant Out" and "One Way Ticket", the latter regarded as one of  the finest repatriation anthems ever written and a song that continually summons enthusiastic responses in Luciano's breathtaking live performances. With the release of "Where There Is Life" for Island Jamaica/Xterminator, Luciano's deeply devotional yet accessible lyrics and the beautiful melodies of "Its Me Again Jah", "Your World and Mine" and "Lord Give Me Strength" coupled with Fatis' contemporary one drop riddims catapulted the singer to the top of the reggae charts, toppling (at least temporarily) the decade long reign of deejays rapping x-rated lyrics over digitized dancehall beats.

Luciano and Fatis (alongside preeminent musicians such as saxophonist Dean Frasier and drummer Sly Dunbar) created several exceptional releases including 1997's "The Messenger" and 1999's "Sweep Over My Soul". Although they parted ways in 1999 due to artistic differences within the Xterminator camp, Luciano consistently acknowledges Fatis' essential role in establishing the foundation for his far-reaching success.

The Messenger has since ascended to even greater musical heights with "A New Day" (2001) "Serve Jah" (2003), "Serious Times" (2004), all for VP Records, and his latest effort, Child of A King", the crowning glory of his exalted career thus far.

The set opens with the acoustic "Remember When" as Luciano reflects on ancient kingdoms of Africa and the inherited regal identity that is present in all of us. Heads of government are chided for their war mongering on "Watch What You're Doing" and "This One's For The Leaders" recorded on Don Corleone's massive Drop Leaf riddim. He confronts a deceiving lover on "Can't Take No More", cautions against the fleeting gratification of materialism on "Silver and Gold" (voiced on Steven "Gibbo" Gibbs' Hard Times riddim) and sternly warns gun men to turn their lives around on "Brother Man":"Mr. man rinsing your steel, taking another life how do you feel?/One day I know your time will come, better take this word of advice and put down your gun."

"Child of a King" also offers an eclectic range of cover versions from Nina Simone's empowering anthem of African identity "Young Gifted and Black" to Cat Stevens' mid 1970s unity plea "Peace Train" and UK easy-listening superstar Roger Whitaker's desire for a better planet on "New World in the Morning". Luciano's stunning, heartfelt interpretation of these disparate tunes offers an incomparable presentation of the roots rock icon's diversified skills. "I came out of roots and culture as a reggae singer and have proven to people that I can fit into any genre of music," he proclaims. "I sing reggae, gospel, roots, I will sing rock too but always keeping my message clean,  spiritual and cultural. Over the years I have listened to international artists like Stevie Wonder, Ray Charles, (CandW legend) Jim Reeves, all these great brothers so I have learned to appreci-love other works. There are no barriers in music, although I am well known as a reggae culture singer, I have an international message so I cannot leave it just to reggae people. I have to extend it to people of all walks of life."  Spoken like a truly benevolent messenger and the globally minded child of a king.
http://www.lucianoreggae.com/nhome.htm



sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Anthony Cruz - Fight With All Your Might (2008)



 Este álbum é simplesmente uma delicia, tem o balanço, o tchá...tchá...thá...aquele riff que dá a identidade ao reggae, muito bom....
 O clip é de outro disco mas este disco é de se ter por perto...




ANTHONY CRUZ WITH HIS SOULFUL VOICE, CAPTIVATING EYES, SEXY PHYSIQUE, CLASSY ATTIRE, SHY-GUY DEMEANOR, CHARMING PERSONALITY AND SLICK STAGE ACT, ANTHONY CRUZ IS REGARDED AS ONE OF THE MOST CHARISMATIC ENTERTAINERS AROUND. AND BOY, DOES HE HAVE THE LADIES WEAK! THERE'S NO MISTAKING THE MESMERIZING EFFECT HE HAS ON THE LADIES. AFTER NINE YEARS OF HOLDING HIS OWN IN THE MUSIC BUSINESS, THIS TALENTED SINGER IS CRUISING HIS WAY TO BECOMING ONE OF JAMAICA'S GREATEST SINGERS.


BORN ROWAN SMITH ON DECEMBER 17, 1974, ANTHONY CRUZ GREW UP IN MANDEVILLE, MANCHESTER. CRUZ HAILS FROM A TALENTED MUSICAL FAMILY - NEPHEW OF THE CELEBRATED SINGER GARNETT SILK. CRUZ WAS CONVINCED FROM A YOUNG AGE THAT HE WAS DESTINED TO BE A GREAT SINGER. AFTER GRADUATING FROM HOLMWOOD TECHNICAL HIGH SCHOOL, HE MIGRATED TO THE UNITED STATES, SPENDING A FEW YEARS IN NEW YORK BEFORE MOVING TO MIAMI. IN 1993, WHILE IN MIAMI, FATE LED HIM TO MEET PRODUCER WILLIE LINDO. LINDO WAS IMPRESSED WITH A DEMO TAPE HE HEARD OF CRUZ AND TOOK HIM UNDER HIS WINGS. UNDER LINDO'S MANAGEMENT, CRUZ'S CAREER BLOSSOMED.


IN 1999, CRUZ DECIDED TO RETURN TO JAMAICA TO CLAIM HIS PIECE OF THE PIE IN THE LAND OF HIS BIRTH AND THE HOME OF REGGAE MUSIC. THE FIRST SONG HE RECORDED BACK HOME BECAME A HIT. THE SONG WAS TITLED 'MARIA MARIA' (A COVER OF THE SANTANA/PRODUCT G&B BIG HIT). THE LOVERS' ROCK SINGER WENT ON TO RECORD FOR OTHER PRODUCERS, RELEASING TUNES LIKE THE POPULAR 'THEM BOY DEH NUH REALLY KNOW WE' FOR CJ RECORDS, WITH AN ACCOMPANYING MUSIC VIDEO; AND 'YOU REMIND ME' FOR JOHN JOHN, U GOT IT BAD WHICH WENT NO.1 IN ENGLAND NEW YORK CANADA, MIAMI, AND JAMAICA, JUST TO NAME A FEW PLACES, MAMA'S BLESSING ANOTHER HIT FOR THE MOTHERS, THE PLACE TOO BLOODY FEAT. BUJU BANTON ANOTHER BIG HIT FOR ANTHONY ALL OVER THE WORLD, ANTHONY CONTINUE TO MAKE HITS IN THE REGGAEMUSIC BUSINESS. MR CRUZ CONTINUE TO MAKE HITS AFTER HITS WITH ANOTHER BIG ONE HALFWAYTREE ANOTHER MONSTER HIT, WHICH WON EVERY ONES HEART TOP ALL THE CHARTS ALL CROSS THE WORLD. IN 2006 BIGGER AND BETTER THINGS.


CRUZ IS CURRENTLY WORKING ON ALBUMS AFTER ALBUMS FOR HIS FANS ACROSS THE WORLD. HIS FRIENDS AND FAMILY ARE MOST IMPORTANT PEOPLE TO HIM, LOVE THEM BADLY. AFTER DEPARTING FROM FIFTH ELEMENT RECORDS, HE STARTED HIS OWN RECORDING LABEL & MANAGEMENT COMPANY, SHAN SHAN MUSIC WHICH IS DOING WELL ACROSS THE WORLD, WITH HIS NEW RHYTHM THE "FORMULA" WITH THE LIKES OF CAPLETON, LUCIANO, MITCH JUST TO NAME A FEW. HIS SECOND ALBUM "MAMA BLESSING" HAS RECENTLY BEEN RELEASED BY JETSTAR IN LONDON ENGLAND. ENJOY SAMPLES OF CRUZ'S WORK RIGHT HERE AT MYSPACE AND BE SURE TO VISIT HIS WEBSITE FOR TOUR INFORMATION, PICTURES AND NEW MUSIC ANTHONYCRUZMUSIC.COM AND WWW.JAHCRUZ.COM.


http://www.artistpr.com/press/57/Hot-Reggae-Artist-Anthony-Cruz.htm




Bob Marley - Get Up Stand Up



 
 
Levante, Resista

Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: não desista da luta!

Pastor, não me diga,
Que o paraíso esta em baixo da terra
Você não sabe quanto
A vida realmente vale
Nem tudo que brilha é ouro
Só metade da historia foi contada
E então agora que você enxergou a luz, ei!
Lute pelos seus direitos

Vamos lá!

A maioria das pessoas pensa
Que o grande Deus vai surgir dos céus
Levar tudo
E fazer todo mundo se sentir elevado
Mas se você sabe o quanto vale a vida
Vai procurar o seu paraíso aqui na terra
E agora que você enxerga a luz
Lute pelos seus direitos

Jah!
Jah!

Estamos cheios e cansados do seu jogo de ismos
Morrer e ir pro céu em nome de Jesus, senhor
Nós sabemos e entendemos
O Deus poderoso é um homem vivo
Vocês podem enganar algumas pessoas algumas vezes
Mas não podem enganar a todos o tempo todo
Então agora que você enxerga a luz (o que você vai fazer?)
Vamos lutar por nossos direitos!





 

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Bob Dylan - The Times They Are A-Changin'

 


     Música dedicada ao Azagaia...



Os Tempos Estão Mudando

Venha pessoal
Por onde quer que andem
E admitam que as águas
Á sua volta aumentaram (cresceram)
E aceitem que logo
Estarão cobertos até os ossos
Se seu tempo para você
Vale a pena ser poupado
Então é melhor começar a nadar
Ou irá se afundar como uma pedra
Pois os tempos estão mudando

Venham escritores e críticos
Aqueles que profetizam com sua caneta
E mantenham seus olhos abertos
A chance não virá novamente
E não falem tão cedo
Pois a roda ainda está girando
E não há como dizer
Quem será nomeado
Pois o perdedor de agora
Mais tarde vencerá
Pois os tempos estão mudando

Venham senadores, congressistas
Por favor escutem o chamado
Não fiquem parados no vão da porta
Não congestionem o corredor
Pois aquele que se machuca
Será aquele que nos impediu
Há uma batalha lá fora
E está rugindo
E logo irá balançar suas janelas
E fazer ruir suas paredes
Pois os tempos estão mudando

Venham mães e pais
De toda a terra
E não critiquem
O que não podem entender
Seus filhos e filhas
Estão além de seu comando
Sua velha estrada
Está rapidamente envelhecendo
Por favor saiam da nova
Se não puderem dar uma mãozinha
Pois os tempos estão mudando

A linha foi traçada
A maldição foi lançada
E lento agora
Será o rápido mais tarde
Assim como o presente agora
Será mais tarde o passado
A ordem está
Rapidamente se esvaindo
E o primeiro agora
Será o último depois
Pois os tempos estão mudando



Azagaia - capitulo 3





Louvor do Revolucionário 

Quando a opressão aumenta
Muitos se desencorajam
Mas a coragem dele cresce.
Ele organiza a luta
Pelo tostão do salário, pela água do chá
E pelo poder no Estado.
Pergunta à propriedade:
Donde vens tu?
Pergunta às opiniões:
A quem aproveitais?

Onde quer que todos calem
Ali falará ele
E onde reina a opressão e se fala do Destino
Ele nomeará os nomes.

Onde se senta à mesa
Senta-se a insatisfação à mesa
A comida estraga-se
E reconhece-se que o quarto é acanhado.

Pra onde quer que o expulsem, para lá
Vai a revolta, e donde é escorraçado
Fica ainda lá o desassossego.

Bertold Brecht

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Peter Tosh - Legalize it



A propósito desta história surreal da perseguição ao Azagaia, serve este clip para reafirmar que a cannabis sativa é boicotada, ostracizada, diabolizada porque ela simplesmente é uma porta da percepção que não convém as mentes manipuladoras, aos governos insensíveis e a uma cambada de mentes anti-natura !
A ganja é uma planta é natureza e apenas apura a sensibilidade e as sensações o que é excelente para quem se dedica a usar a sua sensibilidade; os artistas, as  mentes criativas, os pensadores, etc.
A Jaja não se adapta a uma mente militarista, nem a um político quadrado, nem aqueles que não pensam por si e nem sequer tem a curiosidade de investigar e apenas repetem como papagaios o que o sistema lhes cagou nos miolos, e que infelizmente são a maioria !!!
A repressão a esta planta mágica é estúpida pois ela é multifacetada, ela é medicinal, é utilizada na confeção de roupa, papel, etc.
Tem como expoente máximo da sua utilização as maravilhosas viagens que proporciona as nossas mentes abertas!!
Viva a Holanda sociedade evoluída e verdadeiramente sociedade do futuro !!
Legalize it !!!!
Peter Tosh a mais de 30 anos já cantava as propriedades e a defesa da nossa planta amada !!