sábado, 4 de fevereiro de 2012

O Meu Herói Eduardo Mondlane - música de Africa














Feriado longo, todo mundo usufruindo dos 3 dias, nas praias, de visita a outros lugares, simplesmente curtindo o sossego da casa sem horários para cumprir, todos gozando o 3 de Fevereiro...

O dia em que se comemora a passagem dos 43 anos sobre o assassinato de Eduardo Chivambo Mondlane, o  pai da pátria moçambicana !!
Este intelectual, self made man, professor de história e sociologia na Universidade de Syracuse, New York investigador nas Nações Unidas, estudando as razões e os acontecimentos que levavam os países africanos a Independencia.
Foi ele que uniu os movimentos que lutavam pela Independência de Moçambique e em conjunto fundaram a Frente de Libertação de Moçambique sendo nomeado o 1º Presidente da Frelimo.
Foi assassinado por um encomenda bomba  e nunca se soube quem o matou..





    
                               














Mondlane casou com uma cidadã americana de quem teve 3 filhos.

Esta curta biografia é suficiente para se perceber que ele era um homem com uma cultura, educação e formação acima da média...
Filho de um chefe tradicional, Mondlane estudou na missão presbiteriana suiça próxima de Manjacaze, terminou os seus estudos secundários numa escola da mesma igreja na África do Sul e, depois de uma curta passagem pela Universidade de Lisboa  foi ainda financiado pelos suíços fazer os estudos superiores nos Estados Unidos onde se doutorou em sociologia.
Imaginar este líder a governar este País é sem dúvida um exercício lindo de se fazer...
Os valores, o conhecimento e a inteligência deste democrata nato nos guiariam a um Moçambique sério, baseado no fundamento basilar por ele defendido, o de criar condições de vida dignas para os moçambicanos, teríamos um sistema de ensino para além do vulgar e ao fim destes 36 anos teríamos moçambicanos formados e com capacidade igual a qualquer cidadão formado nas grandes universidades deste mundo...




                                 
















A sua visão global, a sua experiência  de vida em várias capitais europeias, a sua permanência por longo tempo nos EUA  exercendo cargos importantes, fariam com que ele nos trouxe-se  ensinamentos  sobre a necessidade de seriedade, nos estudos, no trabalho, na sociedade, em casa, para que pudéssemos  ser cidadãos dignos e orgulhosos da nossa pátria .
A ambição de ter uma educação e formação equiparada aos outros países, pois só com essa vontade  poderíamos ainda  sair deste 3º mundismo corrupto, miserável, mendicante e vergonhoso em que nos encontramos.

Ele foi assassinado e esse propósito enterrado com ele e tudo o que aconteceu depois dele todos nós sabemos, continuamos a testemunhar diariamente o quão longe este país está da mística, da classe, do projecto  que envolve o nome deste líder africano único , com uma dimensão tão grande como a de Mandela.
Lamento, mas devo dizer que não entendo porque não se fala , não se divulga a figura exemplar deste moçambicano saído de Manjacaze  que sonhou o seu país, iniciou e liderou a luta de libertação, lutou abnegadamente deixando para traz uma vida e uma carreira promissora nos EUA   e morreu lutando !!!!
Iniciei este post a descrever o feriado e termino dizendo que para a maioria deste povo este dia significa apenas 3 dias de descanso...
Memória curta e ingratidão a de quem governa e não exalta este herói maior e pobreza de formação e de cultura dum povo que não homenageia os seus heróis não porque seja insensível, mas apenas porque não tem essa educação e tem outras prioridades, como por exemplo sobreviver à  vida dura que a Independência não aliviou nem um bocadinho...










4 comentários:

  1. A trilha sonora, pra variar, maravilhosa... Já deu pra perceber que tu és um amante também da música brasileira.

    A curta memória do povo em relação aos seus heróis de verdade é bem como você descreveu, é igual em todo lugar. Linda a história de Mondlane. Não se fez um filme?

    Beijo, Tony.
    Bom sábado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Milena querida
      A música brasileira faz parte da nossa África, ela contém tudo de mais importante para nossa inspiração...do mesmo modo que no passado nossa música fez germinar por essas bandas essa música mulata que agora também é nossa...
      Não fizeram mas está bem na hora de se começar a pensar fazer...o crime já prescreveu !!
      Beijinho

      Eliminar
  2. Aprendi mais um cadim com vc...deveria eu envergonhar-me por não conhecer esse senhor e essa história maravilhosa? (shame of me) Quanto à falta de memória, que eu saiba, é em todo e qualquer país!!! Infelizmente.
    Beijuuss n.a.

    ResponderEliminar
  3. Regina,
    Quê isso, de modo nenhum...se nosso País esquece dele e não mostra ao mundo sua figura ímpar como poderia você adivinhar que ele existiu,lol
    Beijinho

    ResponderEliminar